sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Conclusão

Resolvi fazer esse P.A porque adoooro futebol, principalmente o meu time, e tambem queria saber alguma coisa à mais do que sei, por exemplo, que criou o futebol, como eram as chuteiras, as bolas, e a diferença de antigamente para agora.


LOGO MENOS ESCREVO MAIS *-*'

Goleiro, Zagueiros, Volantes, Armadores, Laterais, Atacantes e Torcedores !

Estava procurando algo à mais para o meu trabalho, e achei uma coisa interessante :

Goleiro: é sempre considerado o culpado por qualquer derrota, tal qual a classe média. Se consome, é culpado pela inflação. Se poupa, é culpado pela desaceleração da economia. Não é fácil ser goleiro. Nem classe média.

Zagueiros: o miolo de nossa defesa corresponde às forças de repressão: exército e polícia. Eles têm como função proteger o território, impedindo a entrada dos inimigos. Por conta dessa função de defesa da soberania, aceita-se com certa naturalidade a idéia de que os zagueiros sejam violentos. Lúcio e Juan têm licença para bater forte e jogar sujo. E, em situações extremas, até alguns torcedores clamam por essa violência.

Volantes: são uma óbvia metáfora dos grandes empresários. Sua função é roubar a bola, têm que fazer faltas sem que os juízes percebam e qualquer jogada tem sempre que passar por eles. O pior é que esse centro dedecisão, com Émerson e Zé Roberto, possui pouca criatividade. Assim como o empresariado, nossos volantes preferem adotar os conservadores passes laterais, sem arriscar uma política mais ofensiva.

Armadores: nossos armadores Kaká e Ronaldinho sabem driblar e têm grande poder dededer de penetração. Ou seja, os banqueiros. Não é à toa que os armadores têm os melhores salários. infiltração. Sendo assim, temos que comparar nossos meias a um segmento que seja ao mesmo tempo objetivo, malemolente e pragmático, um grupo que seja um exemplo organização tática e po

Laterais: os laterais podem ser tomados como legítimos representantes dos profissionais liberais. Cafu e Roberto Carlos demonstraram capacidade de adaptação a diferentes situações, muita velocidade e grande habilidade para entrar em setores já saturados de jogadores. Infelizmente, eles necessitam tabelar com o meio-de-campo, mas nem sempre conseguem bons resultados com nossos volantes-empresários e com nossos meias-banqueiros.

Atacantes: são a encarnação do pequeno empresário. Eles precisam ter criatividade, capacidade dede oportunismo e jogo de cintura para sair da marcação cerrada. improviso, senso

Técnico: Parreira exerce o papel de presidente da República. Não faz mudanças radicais, arrisca pouco e prefere jogar com quem já conhece.

Torcedores: são, obviamente, o povo, a raia-miúda. Ficam fora do campo de jogo, torcendo para que os jogadores se saiam bem. E, no fim das contas, são eles que pagam o espetáculo. Infelizmente, costumam brigar muito entre si. Antigamente, no tempo das torcidas organizadas, havia um grande medo de que eles invadissem o campo. Hoje, os torcedores andam meio sonolentos e preferem ver o jogo pela tevê. Antes era melhor.

Diferença do futebol de antigamente e o de hoje ! *Pedido da Chris


Partidas

Pra mim a diferença entre o futebol de antigamente e o de hoje, pra começar, o uniforme de antigamente não tinha tantos patrocinios, como hoje, o shorts era pequeno, a chuteiras muito desconfortaveis, e ouço muito de meus avôs, que antigamente era legal ver o futebol, porque eles jogavam por prazes, e não por dinheiro como hoje, e as torcidas então, muuuito diferente do que hoje, não existia essa de toda hora ter brigar, RESUMINDO : antigamente o futebol era um esporte para ter alegria e paz, bem diferente de hoje ! (:

O maior preparo físico começou a ser necessário pois as partidas hoje em dia exigem muito mais do jogador: antigamente um jogador corria cerca de 8 quilômetros por jogo. Hoje a média é de 13 quilômetros percorridos. A velocidade média também subiu. Na década de 70 a velocidade média era de 12,5 km/h, e hoje em dia já subiu para 15 km/h.
Até a capacidade respiratória mudou: um atleta de hoje consegue absorver mais oxigênio de seus pulmões, tornando a atividade respiratória mais eficiente. A média de VO2 (unidade de medida que avalia o volume máximo que uma pessoa consegue absorver dos pulmões em uma unidade de tempo) dos atletas atuais é de até 65 mililitros por quilo cada minuto. Na década de 80, era de apenas 55 mililitros.
Até os goleiros estão mais preparados: a impulsão de um goleiro atual é em média 15 centímetros maior do que um goleiro dos anos 70.

As chuteiras de antigamente ! *Também foi pedido da Bia

Bia, fiz questão de pegar as chuteiras do musel do futebol, para você, rsrs'
pode-se ver que as chuteiras de antigamente eram meias fraquinhas do que as de hoje, eram feias, isso nem se quer parece uma chuteira comparando com as de hoje.
Fiz uma pesquisa sobre as chuteiras de antigamente, deu um pouco de trabalho para mim achar, mais achei \o/
As chuteiras nem sempre foram as sapatilhas de hoje. Não só as canelas dos adversários temiam as chamadas chuteiras de bico duro, como eram chamadas as chuteiras até meados dos anos 40 do século passado, mas os próprios pés dos atletas olhavam de lado na hora de calçar aquilo feito para proteger o usuário. Fim de partida, os jogadores não queriam nem ver a encrenca.
As chuteiras dos primeiros futebolistas, de cano alto e travas de guerra, eram adaptações das botas de operários, construídas para resistir a qualquer pancada ou piso, mas pouco atentas aos pés de quem as usava. Dizem até que os profissionais que cuidam dos pés, os podólogos, surgiram naquela época.





As bolas de antigamente ! *Pedido da Bia

O primeiro jogo de futebol que aconteceu no Brasil foi Funcionários da Companhia de Gás X Cia. Ferroviária São Paulo Railway no dia 14 ou 15 de abril de 1895 ( o dia da partida não é bem definida sabendo que foi ou no dia 14 ou no dia 15) onde a Cia Ferroviária fez 4 gols e a Companhia de Gás fez 2 gols. O primeiro clube a disputar jogos no Brasil foi o São Paulo Athletic em 1895. foi fundado em 13 de maio de 1888 e deixou o futebol em 1911.
As primeiras bolas eram das marcas Shoot, Fussboll e Dupont. A pioneira era a Shoot que foi trazida por Charles Miller. As bolas eram bastante semelhantes entre si e bem diferentes das bolas de hoje, pois as bolas de antigamente possuíam uma abertura por onde era colocada uma câmara de inflável de borracha. Para fechar a abertura usavam um cadarço reforçado para não abrir durante o jogo só que era um problema para os jogadores que quando iam cabecear a bola machucava a cabeça então surgiu o hábito de usar toucas para proteger a cabeça.

Um artesão chamado Caetano começou a fabricar as primeiras bolas brasileiras em sua sapataria na Rua Ipiranga em São Paulo e rapidamente outros sapateiros entraram no ramo de fabricação de bolas de futebol. O Brasil então passou a importar e exportar bolas principalmente para a Argentina e Uruguai.
Na década de 40, a bola já era sem a abertura e o cordão, a costura era interna. Porém havia outro problema, as bolas feitas de couro encharcavam nos dias chuvosos e então ficava pesada demais fazendo com que os jogadores enfaixassem os pés para conseguir chuta-la sem machucar.

Na copa de 62, a bola passou a ser feita com dezoito gomos ficando mais perfeita e estável. A cor preferida era a branca que facilitava em jogos noturnos e na copa de 70 passou então a ser usada também durante o dia.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

como foi criado o futebol ?




São mais de 2000 anos deste fascinante esporte

A história moderna do futebol tem cerca de 150 anos.

Tudo começou precisamente no ano de 1863, quando na Inglaterra se separaram o "rugby-football" e a "Association Football", para se fundar a mais antiga do mundo: A "Football Association".
Click here to find out more!

Bola de futebol do século 19Os dois tipos de jogo tinham praticamente as mesmas raizes. Conhecemos desta pré-história pelo menos uma dezena de fatos diferentes divulgados pelos meios de comunicação. Evidentemente, as vezes pode-se contestar certas deduções, mas algumas coisas são claras: a "bola" se jogava com os pés a pelo menos 1000 anos atrás e não existe nenhum motivo para considerar o jogo com o pé como sua forma secundária degenerada do jogo "natural" com as mãos.
 
O INICIO

Pelo contrario: Apesar da necessidade de ter que lutar com todo o corpo (incluindo também pernas e pés) pela "Bola" em um grande tumulto geral sem regras, parece que, no começo, se considerava uma coisa extremamente dificil e, por tanto, muito hábil, dominar a bola com o pé. A forma mais antiga, que se pode considerar como demonstração deste ponto de vista "cientifico", representa a tal prova de habilidade.
Origens do FutebolEla remonta a China do século 3 e 2 antes de nossa era. Mais precisamente na época da dinastia de Han, existe um livro de instruções militar no qual figura, parte dos exercicios fisicos, o Tsuh Kuh. Uma bola de couro enxertada com plumas e pelos teria que ser lançada com o pé a uma pequena rede, com uma abertura de 30 a 40 cm, cercada de varas de bambu. Uma mostra de habilidade que requeria seguramente muita destreza e técnica.
 
Outra versão seria a qual os jogadores estavam obstaculizados no caminho até a meta, podendo jogar a bola com pés, peito e ombros, menos com as mãos, tendo que salvar os ataques da equipe contraria. De modo que a técnica artistica da bola dos jogadores atuais não é uma coisa tão nova como muitas vezes se supõe.

Do Oriente provem outra forma diferente, a uns 500 a 600 anos mais tarde e que se joga todavia, ainda hoje. É um tipo de futebol em circulo, menos espetacular, más digno e solene. É um exercicio cerimonial, que também exige certa habilidade. Em uma superficie relativamente pequena, os "jogadores" teem que passar a bola uns aos outros sem ter que deixar cair no chão.

Muito mais animados eram os "Epislciros" gregos, da qual se sabe relativamente pouco, e os "Harpastum" romano.

Os romanos tinham uma bola e duas equipes jogando em um terreno retangular, limitado com linhas de marcação e dividido com uma linha mediana. A bola teria que ser lançada atrás da linha de marcação do adversario.

Este esporte foi muito popular entre os anos 700 e 800. Os romanos introduziram este jogo na Bretanha e pode ser considerado como precursor do futebol, igualmente o "Hurling", que era muito popular entre a população Celta e que se pratica, ainda hoje, em Cornwell na Irlanda. De todas as maneiras, o jogo "decisivo" que hoje conhecemos, tem sua origem na Inglaterra e Escocia